previous arrow
next arrow
Slider

Centro de Formação Educativo Comunitário

O Centro de Formação Educativo Comunitário (CEFEC) promove atendimentos educativos, sociais, preventivos e Profissionais a crianças, adolescentes, Jovens e adultos em situação de risco e vulnerabilidade social. Está situado na Rua Gov. João Agripino, s/n – Jardim Carolina, Marcos Moura, Santa Rita-PB. O Centro já atendeu aproximadamente 10.000 (dez mil) crianças, adolescentes, jovens e famílias, bem como promoveu a formação de diversos educadores sociais, tornando-se assim, um núcleo necessário à promoção da comunidade. Surgiu a partir da necessidade de dar uma resposta contra a violência, abuso e exploração sexual, exploração do trabalho infantil, entre outros fatores que vem de contra os princípios humanos e tem por finalidade a Promoção e Defesa da vida.

Últimas Notícias

Acompanhe nossas notícias e fique por dentro de tudo que acontece no CEFEC.
- - - - - - - - - - - - - - - - -
Início das atividades – crianças e adolescentes
27abr
Iniciamos ontem, atividades presenciais com crianças e adolescentes dos 06 aos 13 anos. Seguindo todos os protocolos de segurança, orientado pela Organiza...
Read More
Entrega de Ovos da Páscoa
22abr
Nos dias 21 e 22, seguindo todo protocolo de segurança e distanciamento social, recepcionamos nossas crianças, adolescentes e seus responsáveis para infor...
Read More

Fale Conosco

Fale Conosco

Nossa equipe está sempre pronta para lhe atender com respeito e precisão.

Acesse nosso formulário e entre em contato.

TEREMOS O PRAZER EM TIRAR SUAS DÚVIDAS E APRESENTAR O CEFEC
Patrono São Luis Scrosoppi

Patrono São Luis Scrosoppi

Luís nasceu em 4 de agosto de 1804, em Udine, cidade do Friuli, no Norte da Itália. Foi o último dos filhos de Antônia e Domingos Scrosoppi, cristãos fervorosos que educaram os filhos dentro dos preceitos da fé e na caridade. Aos doze anos, Luís ingressou no seminário diocesano de Udine, e, em 1827, foi ordenado sacerdote.

A região do Friuli, a partir de 1800, mergulhou na miséria em conseqüência das guerras e epidemias, o que serviu ao padre Luís de estímulo para cuidar dos necessitados. Dedicou-se, com outros sacerdotes e um grupo de jovens professoras, à acolhida e à educação das “derelitas”, as mais sozinhas e abandonadas jovens de Udine e dos arredores. A elas ele disponibilizou todos os seus bens, suas energias e seu afeto, sem economizar nada de si. Quando foi preciso, ele não hesitou em pedir esmolas. A sua vida foi, de fato, uma expressão palpável da grande confiança na Providência Divina. (mais…)

Parceiros

Fale Conosco

Seja nosso parceiro na promoção e defesa de vidas